Medicina Tradicional Chinesa/ Acupuntura Chinesa e Japonesa

A Medicina Tradicional Chinesa é uma das formas de Medicina mais antigas do mundo e baseia-se na teoria do yin/yang e dos 5 elementos da natureza (Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água). Esta sabedoria trabalha o corpo e estimula o organismo através dos meridianos de acupuntura, tonificando e dispersando a energia (Qi) que circula nestes canais. Promove o equilíbrio e interpreta cada doença à luz dos movimentos da natureza e na sua interacção com o corpo humano. Os primórdios utilizavam pedras para estimular os pontos dos meridianos de acupuntura, hoje pode-se recorrer a vários materiais como eletroestimuladores, sementes, as próprias mãos, etc... mas sobretudo a técnica mais comum e fiel à tradição é sem dúvida, as agulhas filiformes que se inserem nos pontos ou a indução de calor através da técnica de Moxabustão.

A Medicina Chinesa dispõe das seguintes técnicas para trabalhar e repor a energia "correcta"

Massagem Tuina (para regular manualmente a circulação de energia)
Acupuntura Chinesa (para trabalhar a energia do corpo, através da inserção de pequenas agulhas)
Moxabustão (indução de calor através da queima de plantas junto aos pontos dos meridianos)
Ventosaterapia (técnica de sucção executada com copos que sugam a pele, relaxam, desbloqueiam e promovem a regeneração dos tecidos onde é aplicada)
Dietética Oriental (baseada nos 5 elementos da mãe Natureza e na interacção dos alimentos com o corpo)
Tai Chi (base das artes marciais com grande componente de desenvolvimento físico, mental e espiritual)
Chi Kung (ginástica energética que se baseia na execução de movimentos suaves e fluídos)
Gua Sha (técnica de "raspar" para limpar as energias patogénicas)
Fitoterapia (promove a cura e bem estar através do uso das plantas)

Indicações baseadas em estudos científicos e classificadas no código internacional de doenças

  • Área cervical e membros superiores: dores musculares, dor crônica do ombro, cervicalgia (dor/rigidez na região do pescoço), osteoartrite cervical, cervicalgia crônica, periartrite do ombro, epicondilite (inflamação dos tendões do cotovelo), síndrome de túnel do carpo e dor pós-cirúrgica, tendinites.
  • Área lombar e membros inferiores:  lombalgia (dor na região lombar), ciatalgia (dor ciática), osteoartrose de joelho e quadril, fascite plantar (inflamação na planta do pé/calcanhar), esporão do calcâneo e dor pós-cirúrgica.
  • Dores fixas ou generalizadas: dor crônica,  fibromialgia, síndrome dolorosa miofascial, artrite reumatóide, osteoartrite, dor pós-operatória.
  • Dores de cabeça: cefaleia tensional, enxaqueca, dor crânio-facial, desordens da ATM (articulação temporo-mandibular), neuralgia occipital, e outras dores…
  •  Sistema genito-urinário: TPM, dismenorreia (cólica menstrual), cólica renal, cistite intersticial crônica, endometriose, retenção urinária pós-parto, disfunção sexual, dor pélvica crônica, prostatite crônica, prurido vulvar, ejaculação precoce, hemorragia uterina disfuncional.
  • Gastroenterologia: dor na pancreatite crônica, síndrome do cólon irritável, cólica biliar, obstipação crônica (prisão de ventre/intestino preso), gastrite, cólica intestinal.
  • Alergia e imunologia: asma brônquica, rinite alérgica, sinusite, rinovírus.
  • Dermatologia: psoríase, eczemas, acne, alopecia areata.
  • Desordens psiquiátricas ou emocionais: ansiedade, enurese noturna, depressão leve, insônia, ansiedade, stress, agitação mental, irritabilidade, nervosismo, apatia, cansaço, falta de concentração e memória fraca.
  • Sistema nervoso: sequelas de AVC (acidente vascular cerebral), vertigens, zumbidos. 

*A Medicina Chinesa pode ser utilizada isoladamente mas preferencialmente em combinação com outras terapêuticas convencionais.

ACUPUNTURA JAPONESA

A acupuntura nasceu na China e a sua prática espalhou-se por todo o Oriente, acabando por se expandir também ao Ocidente. Porém, além da prática chinesa, desenvolveu-se também a prática japonesa com algumas diferenciações que a tornam numa acupuntura mais suave e delicada, baseada numa teoria menos complexa em relação à chinesa.

Pode ser especialmente indicada para pessoas extremamente sensíveis, para crianças, idosos ou pessoas que não se identifiquem com a prática chinesa devido ás fortes sensações que promove.

Preço da 1ª sessão de avaliação e diagnóstico: 60€

Consultas posteriores: 45€
Consultas semanais: 35€
Consulta ao domicílio: 65€

Duração: de 50 a 90 minutos

Terapeuta: Márcia Palma