nfd

Já conhece o Kefir?

O Kefir é aquilo que considero um super alimento e tal como prometido, aqui está o artigo que nos apresenta este excelente probiótico! 

 

O que é o Kefir? 

O Kefir é uma bebida fermentada (semelhante ao iogurte natural) produzida a partir da fermentação do leite. É muito rica em cálcio, magnésio, vitaminas, leveduras e bactérias extremamente benéficas para o corpo humano. Tem origem nas montanhas Asiáticas onde era consumido pelos pastores da região por ser um alimento muito rico e nutritivo que os ajudava a superar as agressivas temperaturas, mantendo o seu corpo fortalecido. Tem a aparência de uns grãos de cor branca gelatinosa e pode ser reproduzido em casa, onde se multiplicará e poderá partilhar com outras pessoas. Existem grupos de partilha de Kefir nas redes sociais (facebook: Kefir Portugal) e empresas especializadas (Kefiralia) que comercializam o kefir puro. Também é possível encontrá-lo em alguns espaços comerciais sob a forma industrializada mas como já referi pode ter a sua própria colónia em casa. 

 

Como fazer kefir em casa? 

Para iniciar o processo coloque os “grãos” de kefir dentro de um pote de vidro aberto, imersos no leite (que pode ser de vaca, soja, cabra, ovelha, coco, arroz, etc…)  e que vão fermentar durante cerca de 24 horas à temperatura ambiente até adquirir uma consistência cremosa pronta a consumir.

 

 Manutenção e consumo 

Para manter o seu kefir saudável deve proceder à manutenção de dois em dois dias no período de Inverno e diariamente no Verão. Para a manutenção siga o passo-a-passo: 

1- Com um coador de pano ou plástico (evitar o metal), separe o soro dos grãos 

2- Uma vez separado, restam os grãos de kefir 

3- Coloque-os novamente num frasco de vidro pré-lavado 

4- Adicione o leite pretendido 

5- Para proteger de impurezas, use um pano ou papel com um elástico a prender no topo e deixe-o novamente em repouso para fermentar até ao dia seguinte até à nova manutenção  

6- O soro coado pode ser conservado no frigorífico e consumido num prazo máximo de 2 dias ao natural ou com frutas, cereais, mel, etc… 

 

Benefícios 

Existem inúmeros estudos sobre o kefir, que nos permitem dizer que pode ser usado com segurança e com imensos benefícios para o corpo.  

  • Activa o sistema imunitário 
  • Limpa e desintoxica o organismo 
  • Beneficia o tratamento de problemas inflamatórios (especialmente os intestinais) 
  • Auxilia o corpo contra os problemas alérgicos 
  • Aumenta a resistência às infecções 
  • Contribui para o melhoramento da densidade óssea 
  • Equilibra e regula a flora intestinal  
  • Beneficia o sistema nervoso 
  • Diminui o risco de cancro 
  • Contribui para a redução de colestrol LDL 
  • Curiosamente, as pessoas com intolerância à lactose podem consumi-lo porque o kefir tem a capacidade de sintetizar ácido láctico, que vai facilitar a digestão do mesmo (no entanto para as pessoas hipersensíveis, aconselha-se que comecem ingerindo apenas umas a duas colheres por dia e aumentar gradualmente) 

 

Precauções 

Evitar objectos de metal ao longo do processo de manutenção 

Evitar o frio extremo pois pode “matar” o kefir 

Ajustar o consumo de kefir às suas reais necessidades sem cair em exageros

Fazer uma boa higienização oral depois de consumi-lo pois a sua acidez pode agredir os dentes

 

*Neste momento estou a fazer doação de kefir.   clique aqui para “encomendar” o seu kefir

 

Texto: Márcia Palma 

acupuncture-gold-coast-2707127_1280

Como prevenir as infecções urinárias?

 

Tem chegado até mim ultimamente muitos casos de infecções ou problemas urinários. E por ser até uma questão frequente, sobretudo entre mulheres, vou dar-vos algum parecer na área da Medicina Natural e da Medicina Tradicional Chinesa.

A ligação da bexiga com o elemento Água

A Bexiga tem uma forte ligação com o Rim, que por sua vez segundo a teoria dos 5 elementos está representado sob o elemento Água. A Água por sua vez está ligada à estação do Inverno e à cor negra. Na perspectiva da dietética oriental, todos os alimentos de cor preta ou escura vão beneficiar a energia do Rim, que é um orgão frágil e de fácil agressão. O Rim aloja a energia da longevidade, por isso carece de alguma atenção e cuidado se desejarmos envelhecer com qualidade de vida e saúde.

Alguns alimentos que fortalecem o Rim

Podemos fortalecer a energia dos rins com alimentos tais como: sementes de sésamo pretas, feijão preto, miso, sopa de osso, algas kombu ou wakame, gelatina de origem animal, geleia real e evitando o excesso de sal (o sabor salgado tonifica o Rim mas em excesso dispersa e debilita-o). O consumo de água também é um factor a ter em conta pois apesar do enorme bem que nos faz, há que escutar o nosso corpo e cada corpo é um corpo. Nem todos os organismos precisam de ingerir 2 litros de água por dia. Escute o seu, através das necessidades que ele manifesta, pois o excesso de água pode desgastar a energia dos seus rins em vez de os beneficiar, principalmente nesta altura do ano. Porém, se existir uma infecção urinária já instalada, faz sentido ingerir mais água especificamente nesta fase para ajudar o corpo a expelir as bactérias.

O frio agride o Rim

No Japão, é um costume antigo usar uma faixa preta para dar suporte, proteger e aquecer a zona lombar. Esta área do corpo é considerada uma zona sagrada porque alberga a energia dos rins, que como já foi referido, é de extrema importância para uma vida longa e saudável. Os orientais têm esta consciência e cuidado por isso evitam o frio e protegem muito bem esta região sabendo que desta forma evitam dores e lesões lombares, infecções urinárias, debilidade renal e um vasto leque de sintomas associados como a fraqueza dos membros inferiores, debilidade dos joelhos, inflamações do nervo ciático, etc. Devido ao facto de nos encontrarmos na estação mais fria, é natural que surjam mais infecções urinárias pois o frio é muito agressivo para o Rim… aconselho com frequência aos meus pacientes o uso do tradicional saco de água quente para relaxar a musculatura lombar e para fortalecer a energia dos rins e também para evitarem o consumo excessivo ou exagerado de água.

Afinal porque surge a infecção urinária?

Energeticamente falando, a infecção urinária reflete a presença de uma condição que chamamos na Medicina Tradicional Chinesa de Humidade Calor na bexiga. Esta condição surge na sequência da agressão de um factor patogénico(bactérias) que invade o trato urinário e cujo sistema imunitário enfraquecido não consegue combater. Porém se cuidarmos da energia e vitalidade dos rins, o nosso sistema defensivo passa a dar resposta a estes ataques com maior rapidez e eficácia evitando e prevenindo as infecções urinárias. Na Medicina Chinesa chama-se a esta condição Humidade-Calor, e actuamos terapeuticamente de acordo com este princípio, para ajudar o corpo a expelir esta síndrome.

Numa outra perspectiva, tal como nos explica a ginecologista americana Christiane Nortruph no seu livro “Corpo de mulher, sabedoria de mulher”, quando uma mulher está com uma infecção urinária há que questionar também como se encontra a relação dessa mulher com o seu corpo e com o seu parceiro sexual. A infecção pode denunciar alguma raiva contida contra si própria ou contra o seu companheiro.

Soluções Naturais para complementar o combate e prevenir a infecção urinária

Aumente a ingestão de sumo de arando vermelho. Este fruto pertence à família dos mirtilos e está comprovado que actua eficazmente no tratamento e prevenção das infecções sobretudo porque impede a aderência das bactérias às paredes da bexiga. Se tiver dificuldade em adquirir as bagas, saiba que facilmente encontra na maioria das farmácias e ervanárias disponível em cápsulas.

Plantas que pode beber em infusão/decocção e que limpam a bexiga: uva ursina, barbas de milho, cavalinha, pés de cereja

Aumente a ingestão de probióticos, sobretudo se tiver recorrido aos antibióticos pois vai ajudar o corpo a repor o sistema natural de bactérias do organismo e por consequência vai potenciar as suas defesas. Pode adquirir também em cápsulas ou ingerir kefir (brevemente disponibilizarei um artigo a explicar exactamente o que é, e como cultivá-lo em sua casa). Pode fazer lavagens vaginais com o iogurte kefir ou mesmo com iogurte natural biológico sem açúcar.

Compressas de argila no baixo ventre ajudam a limpar o calor desta zona, refrescando e aliviando os sintomas.

Acima de tudo, o importante é actuar na prevenção com estes conselhos e indicações. Após os primeiros sintomas, deve procurar orientação médica/terapêutica pois existe o risco agravado de as bactérias ascenderem aos rins trazendo complicações mais sérias. Se tem tendência para infecções urinárias recorrentes, vale a pena fazer uma consulta de Medicina Tradicional Chinesa que funciona como uma excelente terapia de prevenção e tratamento.

Evitar: açúcar, tabaco, contenção prolongada da urina, exposição ao frio

Tratamentos que auxiliam: acupuntura, reiki, fitoterapia, reflexologia

Para marcar uma consulta de Medicina Chinesa ou obter aconselhamento mais personalizado entre já em contacto connosco!

 

Texto: Márcia Palma (Terapeuta Especialista em Medicina Tradicional Chinesa)

Revisão: Andreia Dias (Mestre em Ciências Farmacêuticas)