IMG_20200113_144710

Porque surge a doença?

Para reflectirmos…porque não usufruímos de uma saúde plena a vida toda?

O que é a doença?

Eis a questão…o que representa afinal a doença na vida de todos nós? Tenho ensinado às pessoas que a doença nunca aparece com o intuito de nos destruir ou deitar abaixo mas sim com o propósito maior de “ajeitarmos” o leme do barco da vida.

No início deste ano, após um passeio em família numa pista de gelo, contraí a tão famosa gripe. Sou bastante cuidadosa para que o frio não penetre no corpo mas desta vez, ainda que tenha tomado todas as medidas de tratamento naturais que costumam funcionar na perfeição desta vez não foram o suficiente, e porquê?

O nosso sistema imunitário enfraquece não só face à exposição e agressão dos factores patogénicos mas também devido à frequência da nossa vibração energética (quando ela desce abaixo dos 200hz), sobretudo se nos sentimos agredidos de alguma forma (até mesmo pela vida). Apesar de me encontrar numa fase em que me sentia bem, em que a vida parecia florescer, habitavam em mim pensamentos de tristeza, medo e preocupação muito inconscientes…muitos deles, percebi que nem sequer me pertenciam totalmente a mim mas sim aos meus antepassados. A pouco e pouco essas emoções foram ganhando forma e espaço no meu corpo e debilitando o meu sistema silenciosamente.

Na minha filosofia de vida, somos totalmente responsáveis pelas nossas vivências: nós construimos sob a forma de pensamento/emoção, a vida retribui sob a forma de experiência e para mim este trabalho de equipa é inesgotável.

Entretanto, após 3 dias febris, fui ao médico de medicina convencional(que também é bastante adepto das terapêuticas naturais) e entendemos que era realmente necessário uma medicação mais forte pois a infecção parecia estar a avançar. Infelizmente, o meu organismo não simpatizou com a medicação e os efeitos secundários foram bem piores do que a própria doença em si.

Não sou adepta de fundamentalismos, não faço propaganda contra a indústria farmacêutica porque os avanços científicos e tecnológicos desta indústria salvam realmente vidas, no entanto nesta situação, uma simples gripe, tenho que reconhecer que aquilo que realmente mais me ajudou foi a fitoterapia, os óleos essenciais aos quais o meu organismo reagiu muito bem, a energia positiva que muitas pessoas me estavam a enviar, aos seres de Luz e Paz que me rodeiam e à tomada de consciência das emoções e pensamentos retidos dentro de mim…mesmo para quem tem muita experiência em meditação, facilmente podemos cair nas teias do pensamento equivocado. E o que é o pensamento equivocado? É toda aquela forma de pensamento e raciocínio que está longe da verdade: nós somos puro Amor! A nossa mente consciente não se conforma muito com esta ideia, ela quer sempre mais, ela acha que não pode ser assim tão simples e é por isso que nos afastamos dela e as coisas complicam-se…a doença surge nesse sentido, como um bom amigo que nos leva de volta para casa: o nosso templo de sabedoria interior!

Lembrando a filosofia da sábia Louise Hay, é deveras importante cultivar pensamentos de alta frequência energética como o “Vai ficar tudo bem”, “A vida toma conta de mim com Amor e tudo acontece para o meu bem maior”. Frustração e negação agravam os nossos estados de saúde. É fundamental que a nossa confiança na vida permaneça intacta e se possível até mais fortalecida! Quantos e quantos testemunhos ditos “milagrosos” não ocorrem todos os dias nos hospitais, mesmo diante dos meus olhos em prática clínica! E de onde vem esses ditos milagres? Eles surgem como consequência por cada pequeno salto que damos no plano da consciência, por cada pequeno padrão negativo que conseguimos quebrar, por cada ciclo de pensamentos negativos que conseguimos vencer e que transforma cada uma das nossas células no ritmo perfeito do Universo! E no fundo…é somente isso que a mente cósmica nos desafia a fazer!

Márcia Palma

A Médica da Alma

clinica marcia palma

COMO FORTALECER O SEU SISTEMA IMUNITÁRIO

Quando o nosso sistema imunitário se fragiliza, imediatamente surgem complicações como gripes, constipações, alergias, etc… à luz da Medicina Alternativa proponho algumas soluções que vão fortalecer as suas defesas de forma natural.

O final da estação do verão representa para o nosso organismo um desafio de adaptação. Numa época em que o corpo vivia em expansão energética e sujeito a várias alternâncias de temperatura, é lhe agora pedido que esteja pronto a defender-se dos factores patogénicos com eficácia mas nem sempre assim acontece, pois muitas vezes já se encontra sobrecarregado com as imensas tarefas a que o obrigamos.

Então afinal o que posso fazer para fortalecer o meu sistema imunitário?

Existem imensas alternativas que vão fortalecer o seu corpo e apresento já a seguir algumas delas:

  • Esfregar/Friccionar o corpo com uma toalha quente

    Esta técnica é amplamente usada em Naturopatia. Deve esfregar activamente toda a superfície do corpo com uma toalha bem quente espremida, desde os pés à cabeça até atingir um certo rubor na pele sem causar ferimentos

  • Tomar propólis ou equinácea

    A propólis é um tesouro precioso provindo do trabalho das abelhas, que fortalece imenso as defesas do corpo, no entanto desaconselha-se a pessoas asmáticas. Em alternativa pode apostar com segurança na planta equinácea. Pode ser tomada em spray, chás ou suplementos.

  • Bochechar e gargarejar óleo de Tea Tree

    Tea Tree pode ser considerado um antibiótico natural sem agredir a flora do nosso corpo. Pode colocar uma gota de óleo essencial de tea tree(adequado a toma oral) num copo de água e bochechar. Também pode aplicar o óleo na planta dos pés.

  • Chá de gengibre com limão e mel

    Se tiver corrimento nasal esbranquiçado ou transparente pode adicionar um pau de canela a este chá e tomar imediatamente antes de deitar. Este chá pode induzir alguma sudação e deve dosear bem o gengibre para não se tornar agressivo ao estômago e aos hipertensos.

  • Bálsamo de tigre nos pés

    Se tiver um padrão de frio interno(arrepios, corrimento nasal, dores no corpo, constipação) deve usar bálsamo vermelho. Se tiver um padrão de calor(temperatura alta, rubor,corrimento espesso e escuro) deve usar bálsamo branco. Pode aplicar o bálsamo à noite antes de deitar na planta dos pés.

  • Botija de água quente no baixo ventre

    O calor na zona do umbigo tonifica a energia yang, ou seja, estimula a energia defensiva do corpo

  • Ingerir mais chás de tomilho, hortelã-pimenta, eucalipto e sabugueiro
  • Óleo de menta nas têmporas e testa
  • Beber bastante água pura
  • Ingerir mais alimentos suaves como purés

    Ao adoptar uma alimentação mais simples possível estará a poupar mais energia ao seu organismo e estará a facilitar o seu processo de regeneração deixando o sistema imunitário cumprir a sua função.

 

Efeitos secundários dos antibióticos.

Sempre digo que é uma bênção termos medicamentos e farmácias a cada esquina para nos socorrer de complicações mais graves, porém um medicamento representa hoje para mim, a terapêutica alternativa quando todos os meus outros recursos naturais possam ter falhado ou não ter sido o suficiente para o que necessito naquele momento. Acredito na inteligência do nosso corpo e não é a toma de um medicamento por ano que o vai destabilizar mas sim o seu uso abusivo, e o mesmo se aplica até aos suplementos. Acredito que devemos deixar que o nosso corpo actue por si mesmo contra agentes patogénicos ou qualquer outra agressão. O uso abusivo de antibióticos destrói a flora bacteriana do organismo. Quando tomamos um antibiótico estamos a destruir todas bactérias do corpo, as más e as “boas”! Sim, o nosso organismo está repleto de bactérias e microorganismos fundamentais ao equilíbrio da vida e da saúde, e este equilíbrio já de si afectado quando existe um invasor, agrava exponencialmente após a toma do antibióticos, deixando-nos curados de uma situação mas à mercê de outras. A flora intestinal e vaginal são por norma as mais sensíveis aos antibióticos e por esta razão se recomenda a toma de um probiótico depois da toma de um antibiótico.

Atenção: Nenhum destes conselhos dispensa a orientação médica.

 

Para uma orientação mais personalizada, pode fazer uma consulta de Medicina Tradicional Chinesa com Márcia Palma onde ficará a saber os seus padrões energéticos em deficiência.

60772530_1063272407393760_2793720988750053376_n (1)

A importância do altar em casa!

A importância do altar em casa!

Durante muito tempo, eu não dei a devida importância ao valor de construir um altar em casa. Equivocadamente, eu associava à religiosidade, algo que não queria alimentar dentro do meu “ninho”. No entanto, e porque estamos sempre a aprender, acabei por compreender que o altar tem (tal como tudo na vida!) o significado que nós lhe atribuímos…

 

 

 

 

Simbologia do Altar
Desde a antiguidade que a maioria das religiões utiliza um altar para lugar de culto e de fé. Também as pessoas mais devotas o constroiem em suas casas como lugar de oração e de adoração a santos, anjos, etc…muitas são as formas que podemos trilhar até Deus.
A palavra Altar tem diferentes significados em latim, hebraico ou grego mas todos eles se convergem com o sacrifício porém, para muitas pessoas o altar simboliza um lugar sagrado onde se podem reunir com a sua alma, o Criador ou a sua entidade divina de referência.

Para mim, um altar simboliza toda a admiração e respeito que nutro por algo que me inspira a manifestar o melhor de mim! E é por isso que o meu altar está repleto de elementos da natureza: a vela que representa o fogo, o pote com a água que simboliza a fluidez, os cristais que representam o estado de pureza e transparência que o ser humano procura atingir, as flores que inspiram a doçura e delicadeza, as ervas e plantas que representam a cura e limpeza, o incenso que eleva o espírito, as afirmações que decretam a verdade da alma…

No meu trabalho com a Medicina Natural, muitos são os milagres de cura e transformação física e psíquica que tenho assistido e apesar das diferentes técnicas que utilizo (acupuntura, tuina, moxa, práticas energéticas, meditação, reflexologia, florais, psicologia positiva, etc, etc) todos os casos têm um ponto em comum: a força da fé! Por muita sabedoria que um médico convencional ou não convencional possa possuir, sem essa força por parte dos pacientes, o trabalho do médico ficaria completamente sabotado… Autores como Louise Hay, Joseph Murphy, Christiane Northrup ou Bruce Lipton são alguns dos autores e profissionais que focam esta importância nas suas obras, com evidências científicas.

Não precisamos de um altar para invocar a nossa fé. Basta senti-la, basta escolhê-la! E isto não se aplica apenas na saúde mas em todas as áreas das nossas vidas! Como todos nós estamos em diferentes níveis de consciência, há quem sinta alguma dificuldade em se conectar com a sua fé mas lembre-se: a saúde é um direito por natureza e envelhecer não significa ficar doente, pelo contrário, significa que tem muito mais para ensinar e transmitir! Por isso, se esse for um meio útil para chegar à sua força interior e à sua capacidade de acreditar que merece o melhor, então construa o seu pequeno altar com os objectos que lhe transmitam força, paz e alegria! Reúna-se diariamente consigo mesmo(a) diante do seu altar conectando-se com as sensações que este lhe transmite. Pode meditar, rezar, conversar consigo próprio(a) tal como os nossos antepassados fazem há centenas de anos…

Márcia Palma
Especialista Medicina Chinesa
Life Coach e Instrutora de Chi Kung e Meditação

Atenção plena perante o calor

Superar as altas temperaturas com “Atenção Plena”

As temperaturas altas que se fazem sentir podem ser um desafio de superação para todos nós. Vejo em redor a dificuldade que se faz sentir em adaptar o corpo às oscilações radicais da temperatura. A meditação tem sido uma técnica aliada ao relaxamento mas na verdade o seu potencial vai muito para além disso e pode se tornar no seu melhor aliado para os dias mais quentes…

 

Refrescar a sua mente!
Ora aqui está uma excelente técnica para baixar a temperatura do seu corpo utilizando a força da sua mente. Este exercício de visualização consiste numa primeira fase em relaxar o seu corpo e imaginar-se debaixo de uma cachoeira com água limpa e fresca que se derrama sobre si. Seja minucioso(a) e vá aos pormenores na sua visualização pois quanto mais se entregar e envolver no processo mais fresco se sentirá. Pode complementar com sons de cachoeira para o(a) ajudar a tornar a experiência mais real possível. As técnicas de visualização são utilizadas há séculos pelos povos da antiguidade, por exemplo pelos Taoistas e pelos povos indígenas e têm vindo a ser integradas em processos meditativos que se baseiam na força da ciência da mente. Gregg Braden, físico norte americano, conhecido por ter sido um dos pioneiros a aliar a ciência à espiritualidade relata uma experiência sua junto dos povos indígenas em que para atrair a chuva em tempos de seca, se visualizavam as gotas de chuva a cair sobre o corpo. Não se subestime pensando que não consegue visualizar, porque todo os seres humanos podem e devem explorar o seu poder mental. A ciência da mecânica quântica tem explorado imenso este tema e é cada vez mais evidente e reconhecida a acção da atitude mental sobre o corpo humano. Bruce Lipton é um notável biólogo que se tem debruçado sobre estes estudos.

Refresque-se através da visualização criativa!

 

 

Presença Constante
Esta é a minha técnica de eleição…presença total! E o que isto significa? Que no lugar dos pensamentos desesperantes de “Meu Deus, tanto calor que não aguento” optamos por manter um estado de presença total e confiança na grande inteligência criadora de todo o Universo. Sem julgamento, sem análise e por isso sem qualquer tipo de resistência ao meio envolvente. Muito se tem falado sobre os benefícios deste estado (mais recentemente denominado de “Mindfulness”) acerca do impacto na saúde emocional e física no ser humano, mas este estado de atenção plena vai ainda mais para além disso. Podemos aplicar esta prática no nosso quotidiano, quando estamos debaixo de um sol abrasador, por exemplo ao longo da espera do autocarro, etc…
Atenção plena ou Presença constante remete-nos para o silêncio interno onde encontramos uma paz e sentido de vida deliciosos! Neste estado de ser, aquela voz que reclama, julga e critica não tem lugar.

 

Conserve a sua energia
Pensamentos são energia que por sua vez movimentam energia. O simples acto de pensar consome energia proveniente do sistema Terra, associado aos orgãos Baço-Pancreas. Gira muito bem a qualidade dos seus pensamentos, pois há os que geram ainda mais calor e os que fortalecem ainda mais o nosso corpo. Como nos ensina a sabedoria da Medicina Tradicional Chinesa, o excesso de calor (a que chamamos de energia yang), esgota o Qi (energia primordial) e daí advém o facto de nos sentirmos cansados e sem energia nos picos do Verão. Se quiser passar por esta estação com mais vigor e qualidade tenha em atenção alguns pontos:

  • Faça uma boa selecção alimentar: tenha em atenção que os alimentos mais “pesados” ou que implicam maior esforço ao organismo devem ser evitados, especialmente os hidratos de carbono como massas e pão. Opte por comer mais fruta da época sobretudo ao pequeno almoço e ao longo do dia, evitando comê-la depois das refeições.
  • Para preservar a sua energia os sábios Taoístas recomendam que regule muito bem os seus movimentos, portanto desaconselham desportos agressivos e movimentos forçados ou exagerados. Resista à pressa de fazer as coisas rapidamente no seu dia-a-dia e abrigue-se junto das árvores sempre que possível.
  • Hidrate-se bebendo bastante água, chás, sumos de fruta e soros naturais para reposição de minerais em caso de sobre-esforço.
  • Não subestime o valor da sesta. Esta prática de 20 a 30 minutos tem imensos benefícios e curiosamente é uma prática regular nos atletas de alta competição, pilotos e até entre os trabalhadores da Nasa. É um hábito muito presente na cultura espanhola e na região do Alentejo. Existem diversos estudos da Universidade Dusseldorf e Harvard, que concluíram enormes benefícios sobre a memória, humor, concentração, sistema cardiovascular, etc.
  • Mantenha a mente calma e tranquila, atenção plena e aceitação total perante esta manifestação da natureza que são as altas temperaturas. Temos consciência de que todo o processo de industrialização, teve o seu impacto sobre o meio ambiente ao qual a natureza se está a ajustar. Não acredito numa natureza “vingativa” em função das atitudes que a humanidade tem tido perante ela. Acredito sim, numa natureza sábia, que ao seu ritmo procura repor a ordem e o equilíbrio. Existem milhares de pessoas a cometerem atrocidades inconscientes contra a mãe natureza mas existem milhares de outras cada vez mais despertas e conscientes a protegê-la. Cada um de nós tem o seu papel, regido pela evolução da sua consciência global e a mãe natureza sabe disso!

 

Pensamentos que geram ainda mais calor

Pensamentos que refrescam e fortalecem o corpo

Uff…está tanto calor”

Adapto-me com facilidade a todas as temperaturas da natureza.

Sinto-me exausta(o) com este calor”

À medida que tranquilizo a minha mente, a minha energia renova-se.

 

Por: Márcia Palma (Medicina Chinesa e Terapias Integradas)

Revisão: Sandra Sousa Pereira (Barras de Access, Toque Quântico e Aromaterapia)

Conselhos para dormir bem

Noite tranquila – Como fazer uma boa higiene de sono!

Conselhos preciosos para uma noite tranquila…

 

Hoje em dia, devido aos imensos estímulos a que estamos sujeitos bem como ao stress e ansiedade eminentes do quotidiano, é natural que um sono saudável possa sofrer algumas perturbações. Se for um problema constante, poderá necessitar de aconselhamento mais específico, mas se se tratar de uma leve perturbação de apenas alguns dias, poderá experimentar alguns destes conselhos e começar a criar bons hábitos de sono que possam preparar o seu corpo e a sua mente para este momento sagrado de relaxamento e recuperação de energia. 

Bons hábitos para implementar diariamente: 

  • Evitar estimulantes como café e refrigerantes bem como jantares/refeições muito pesadas, especialmente os hidratos de carbono (pão, bolos, massas) 
  • Tomar um chá calmante, pelo menos meia hora antes de se deitar. Pode optar por plantas como camomila, alfazema ou passiflora 
  • Troque a televisão por um livro
  • Evitar luzes demasiado fortes (para diminuir o estímulo sob a glândula pineal) e optar pelas mais suaves como o candeeiro de sal ou selenite 
  • Tomar um banho de imersão quente à noite, relaxa a musculatura do corpo e promove uma sensação de bem estar e aconchego generalizado 
  • Evitar o uso excessivo de telemóveis e de aparelhos electrónicos no quarto 
  • Ouvir música suave ao anoitecer 
  • Evitar filmes ou informação violenta ao anoitecer 

 

Reflexologia 

Comece por fazer uma boa massagem nos dois pés, com movimentos circulares utilizando os dedos polegares sobre toda a planta do pé. Insista com movimentos de pressão sobre a base da cabeça do dedo grande do pé (zona correspondente à cabeça). Puxe cada dedo num movimento de estiramento. Dispenda de 10 minutos de estimulação para cada pé nesta auto massagem e termine com ambas as mãos passando pelos pés como se fossem uma pena a deslizar suavemente pelos mesmos. 

 

Aromaterapia 

Prepare o seu quarto aromatizando-o com essências suaves como lavanda. Com os devidos cuidados, coloque cerca de 750 ml de água fervente num recipiente e em local seguro no quarto (por exemplo uma cómoda ou mesa de cabeceira estável). Aplique duas gotas de óleo essencial de lavanda ou se preferir pode usar a própria planta colocando-a em infusão. Deixe actuar e libertar o seu aroma pelo quarto, uma hora antes de se deitar, certificando-se de que deixa o recipiente arrumado após a sua utilização, para evitar acidentes. 

 

Feng Shui 

O quarto é o seu lugar sagrado, o seu porto seguro. É realmente importante que seja arejado diariamente por isso, abra todos os dias a janela do seu quarto pela manhã e deixe que o sol entre e que o ar circule trazendo energia renovada ao seu lar. Faça por mantê-lo o mais limpo e arrumado possível, é realmente benéfico acordar e ver um quarto cheiroso, limpo e arrumado (tem uma enorme influência sob a nossa mente e sob os nossos pensamentos). Procure ter todas as suas gavetas arrumadas e organizadas. Quando a vida aos nossos olhos parece estar caótica, arrumar as gavetas de casa pode transformar a sua visão e realidade! Evite deixar a cama por fazer e tente ir mimando o seu ninho, porque não comprar um presente para o quarto de vez em quando? Segundo o Feng Shui, a disposição dos móveis é fundamental para que a energia flua e torne o ambiente envolvente harmonioso e aprazível. O quarto deve possuir aquilo que se chama no Feng Shui de “uma boa tartaruga”. A tartaruga representa a protecção; a rectaguarda, e para dormirmos bem existe a necessidade de nos sentirmos seguros, daí o termo utilizado. Uma boa tartaruga implica que a cama esteja numa parede fechada e com uma cabeceira alta. Também é importante que se tenha uma boa visibilidade de quem entra no quarto. Deve evitar sobrecarregar o quarto com objectos muito velhos ou de outras pessoas e privilegie para que haja uma renovação constante e que o antigo seja liberado para dar lugar ao novo. Opte por decorar o quarto com elementos suaves e cores delicadas como tons pastel de lavanda, rosa, beige, azul, etc…  

 

 

Medicina Chinesa 

Segundo a Medicina Chinesa, a qualidade do sono é afectada pelo Shen – conceito de mente, espírito e consciência que pertence ao elemento Fogo (coração). Um sono agitado ou perturbado bem como uma mente agitada ou discurso desorganizado podem indicar uma disfunção do Shen. Um sono tranquilo e profundo bem como uma mente pacífica e discurso coerente, indicam um Shen equilibrado. É fundamental promover o equilíbrio das energias yin/yang para que o Shen se mantenha nutrido e enraizado. Um dos factores de desiquilíbrio mais comum, é originado pelo elemento Madeira(cuja emoção é a raiva) que é o elemento “mãe” do Fogo. Para um filho estar equilibrado é fundamental que a sua mãe também esteja e o mesmo se aplica nesta teoria dos 5 elementos. A Madeira está directamente relacionada com a parte emocional, e como o ser humano é um ser muito emotivo é importante manter a Madeira bem harmonizada pois em desiquilíbrio, esta torna-se demasiado agressiva para o elemento filho causando perturbações que podem afectar o Shen. Uma forma natural e simples de neutralizar a Madeira é ingerindo um copo de água morna com 2/3 gotas de limão antes de deitar. Este gesto vai actuar como um harmonizador da Madeira e contribuir para um sono mais equilibrado. 

 

Meditação e respiração 

A meditação promove a paz interior e tem-se destacado pelos seus inúmeros benefícios físicos, mentais e espirituais. No que se refere ao sono, uma mente tranquila permite que usufrua de uma noite serena e que obtenha um sono profundamente reparador. Poderá notar também um acréscimo de energia quando despertar de manhã e constatar que o seu dia corre muito melhor. Comece por exercícios simples, com uma duração de 5 minutos e vá prolongando gradualmente: 

  1. Deite-se confortavelmente de barriga para cima, com os olhos fechados, com braços e pernas relaxados e descruzados  
  1. Foque a sua atenção na respiração e concentre-se na entrada e saída de ar pelo corpo 
  1. Assuma a posição de observador e sempre que surgirem pensamentos separe-se deles, observe-os apenas sem julgamento. Pode imaginar um rio à sua frente, onde coloca cada um dos pensamentos e observe os mesmos a serem levados pela corrente fora…depois regresse ao foco: respiração! 

Se for muito difícil para si travar a sua mente e se sente que esta ainda tem um grande domínio sobre si pode fazer um exercício mais simples ainda, concentrando-se apenas em contar repetidamente de 1 até 10. Sempre que a mente fugir dos números, volte ao início sem frustração e com paciência. Os bebés levam o seu tempo a aprender a caminhar, e nós também levamos o nosso, nesta outra caminhada…quando der por si, começará a sentir-se livre dos pensamentos e das preocupações criadas pela mente. 

 

Afirmações 

Louise Hay dedicou-se ao estudo e compreensão dos mecanismos da mente humana e ela trabalhava imenso com o poder das afirmações. Podemos chamar-lhe uma espécie de reprogramação mental! Dentro da sua filosofia, um tratamento para podermos dormir melhor consta em afirmações desta natureza: 

  • Usufruo de uma noite tranquila, relaxante e reparadora 
  • A minha mente adora descansar  
  • O meu corpo regenera-se e fortalece-se enquanto durmo tranquilamente 
  • Tenho sonhos maravilhosos, onde recebo ideias criativas 
  • A vida ama-me enquanto durmo pacificamente 
  • É seguro fechar os olhos e relaxar por completo 
  • Sou grata pela minha cama confortável e por este quarto aconchegante 
  • O Universo toma conta de mim enquanto durmo 
Comece a criar padrões de pensamentos           positivos na sua vida e espalhe-os pela casa…

Poderá fazer estas afirmações para si mesma(o), com os olhos fechados, em cima da cama, num momento de concentração e ligação com o que representa para si o “divino”. Conecte-se com a essência das palavras e…bons sonhos! 

 

Autora: Márcia Palma 

Terapeuta de Medicina Tradicional Chinesa, Reflexologia e Feng Shui 

Instrutora de Chi Kung e Meditação 

Facilitadora do método Louise Hay 

 

nfd

Já conhece o Kefir?

O Kefir é aquilo que considero um super alimento e tal como prometido, aqui está o artigo que nos apresenta este excelente probiótico! 

 

O que é o Kefir? 

O Kefir é uma bebida fermentada (semelhante ao iogurte natural) produzida a partir da fermentação do leite. É muito rica em cálcio, magnésio, vitaminas, leveduras e bactérias extremamente benéficas para o corpo humano. Tem origem nas montanhas Asiáticas onde era consumido pelos pastores da região por ser um alimento muito rico e nutritivo que os ajudava a superar as agressivas temperaturas, mantendo o seu corpo fortalecido. Tem a aparência de uns grãos de cor branca gelatinosa e pode ser reproduzido em casa, onde se multiplicará e poderá partilhar com outras pessoas. Existem grupos de partilha de Kefir nas redes sociais (facebook: Kefir Portugal) e empresas especializadas (Kefiralia) que comercializam o kefir puro. Também é possível encontrá-lo em alguns espaços comerciais sob a forma industrializada mas como já referi pode ter a sua própria colónia em casa. 

 

Como fazer kefir em casa? 

Para iniciar o processo coloque os “grãos” de kefir dentro de um pote de vidro aberto, imersos no leite (que pode ser de vaca, soja, cabra, ovelha, coco, arroz, etc…)  e que vão fermentar durante cerca de 24 horas à temperatura ambiente até adquirir uma consistência cremosa pronta a consumir.

 

 Manutenção e consumo 

Para manter o seu kefir saudável deve proceder à manutenção de dois em dois dias no período de Inverno e diariamente no Verão. Para a manutenção siga o passo-a-passo: 

1- Com um coador de pano ou plástico (evitar o metal), separe o soro dos grãos 

2- Uma vez separado, restam os grãos de kefir 

3- Coloque-os novamente num frasco de vidro pré-lavado 

4- Adicione o leite pretendido 

5- Para proteger de impurezas, use um pano ou papel com um elástico a prender no topo e deixe-o novamente em repouso para fermentar até ao dia seguinte até à nova manutenção  

6- O soro coado pode ser conservado no frigorífico e consumido num prazo máximo de 2 dias ao natural ou com frutas, cereais, mel, etc… 

 

Benefícios 

Existem inúmeros estudos sobre o kefir, que nos permitem dizer que pode ser usado com segurança e com imensos benefícios para o corpo.  

  • Activa o sistema imunitário 
  • Limpa e desintoxica o organismo 
  • Beneficia o tratamento de problemas inflamatórios (especialmente os intestinais) 
  • Auxilia o corpo contra os problemas alérgicos 
  • Aumenta a resistência às infecções 
  • Contribui para o melhoramento da densidade óssea 
  • Equilibra e regula a flora intestinal  
  • Beneficia o sistema nervoso 
  • Diminui o risco de cancro 
  • Contribui para a redução de colestrol LDL 
  • Curiosamente, as pessoas com intolerância à lactose podem consumi-lo porque o kefir tem a capacidade de sintetizar ácido láctico, que vai facilitar a digestão do mesmo (no entanto para as pessoas hipersensíveis, aconselha-se que comecem ingerindo apenas umas a duas colheres por dia e aumentar gradualmente) 

 

Precauções 

Evitar objectos de metal ao longo do processo de manutenção 

Evitar o frio extremo pois pode “matar” o kefir 

Ajustar o consumo de kefir às suas reais necessidades sem cair em exageros

Fazer uma boa higienização oral depois de consumi-lo pois a sua acidez pode agredir os dentes

 

*Neste momento estou a fazer doação de kefir.   clique aqui para “encomendar” o seu kefir

 

Texto: Márcia Palma 

Louise Hay

O que é o método de Louise Hay?

Márcia Palma durante uma palestra sobre o                    método Louise Hay

 

O que é o método de Louise Hay? 

E como ele influenciou a minha vida… 

 Louise Hay é uma das pessoas mais marcantes na minha vida.  Uma referência, uma Mestre e uma grande inspiração que me apoiou em momentos marcantes da vida. O primeiro contato que tive com a sua filosofia foi quando comecei a ler os seus livros, com cerca de 18 anos. Ter recebido os seus ensinamentos em tão tenra idade, transformou a minha forma de pensar e de agir perante a vida. 

Louise Hay partiu aos 90 anos, a 30 de Agosto de 2017 e costumo dizer que até na hora de partir ela nos deu uma grande lição de vida, pois deixou o seu corpo físico, em sua casa, na sua cama enquanto dormia tranquilamente devido a causas naturais, tal como ela previa. Ela foi uma mulher empreendedora e uma das fundadoras desta era de auto-ajuda e desenvolvimento pessoal. Se hoje existem milhares de livros e profissionais nesta área, é um pouco graças a ela que abriu o caminho para todos nós, enfrentando a mentalidade fechada e reprimida daquela época e mantendo-se fiel a si mesma, seguindo a sua Orientação Interior. Louise partilhou a sua dura história de vida e ensinou-nos como podemos transformar as nossas fraquezas nas nossas maiores forças. 

Muitas pessoas me perguntam afinal o que é o método de Louise Hay? Numa breve explicação podemos dizer que o método é uma filosofia de vida, baseada em técnicas de psicologia positiva, programação neuro linguística, coaching, meditação e visualização. Louise foi especialista em ciência da mente, ela estudou e aplicou toda a sua aprendizagem e à medida que foi partilhando com as pessoas, o seu trabalho foi crescendo e desenvolvendo até se tornar num enorme legado espalhado pelo mundo inteiro. 

Como já referi comecei a ler os seus livros bastante cedo, o que me concedeu uma grande expansão mental e espiritual que se veio refletir nas grandes decisões da minha vida. As suas obras ensinam-nos a arte de nos aprendermos a amar na totalidade do nosso ser, ensinam-nos a sermos mais fiéis e autênticos para conosco próprios e a confiar no fluxo da vida. Este método devolve-nos o poder de sermos os co criadores das telas das nossas vidas. Para além da leitura, um momento muito marcante para mim, foi também quando fiz o curso de Facilitadora do método Louise Hay com a grande Mestre Vera Faria Leal.  

A minha história 

Já partilhei em público com inúmeras pessoas, um dos momentos mais dramáticos da minha vida, quando passei por uma situação de rapto, roubo e violação em que sentia que tinha perdido absolutamente tudo o que era importante para mim. Não fora apenas os bens materiais que me tinham sido retirados, mas sim a minha liberdade, segurança, a paixão e o amor que tinha pela vida! Fui perseguida e aterrorizada durante meses, tempo suficiente para me destabilizar e quase me levar à loucura. Uma noite, desesperada com um ataque pânico (com contornos espirituais) dirigi-me às urgências do hospital e fui atendida por um médico ao qual estarei eternamente grata pelas suas palavras: “o seu lugar não é aqui, procure a ajuda certa e vai descobrir que às vezes é passando pelas trevas que chegamos a um caminho de luz”. E assim foi, a vida começou a enviar-me pouco a pouco, as pessoas e os recursos que seriam necessários para me reerguer e seguir em frente. E hoje, estou aqui a escrever este artigo para si! 

   A inspiradora Louise Hay!

Somos responsáveis pelas nossas experiências 

Esta talvez seja uma afirmação difícil de aceitar para muitas pessoas. Certamente muitas se perguntarão, “mas como é que eu posso ser o responsável pela desgraça que me aconteceu?”. Vivemos num mar de energia, entre campos magnéticos invisíveis e entrelaçados uns nos outros e tal como o jogo do dominó, basta uma peça cair para deitar todas as outras abaixo. Responsabilizar os outros pelas nossas vivências, coloca-nos na posição de vítima e retira-nos o poder para agir. Perante uma situação trágica a nossa pergunta habitual é “Porque é que isto me aconteceu logo a mim?”. Mas acredito que a pergunta certa para nos reerguermos é “Que parte de mim é que contribuiu para que esta situação ocorresse na minha vida?” Saber fazer as perguntas certas, coloca-nos em posição de receber a orientação certa da vida e ela encarrega-se disso sem qualquer esforço para nós. Foi quando eu me questionei a mim mesma acerca da minha responsabilidade sobre o rapto e violação que vivi, que a minha vida começou gradualmente a curar-se pois trouxe à luz da minha consciência os padrões mentais e os comportamentos que atraíram tal situação para mim. Seria mais fácil para mim, insultar ou culpar o agressor, seria mais fácil dizer que fui vítima mas sinto claramente que foi o ato de responsabilização que me devolveu a minha vida de volta numa versão melhorada! 

Um dos princípios da filosofia Louise Hay é precisamente o de sermos os co-criadores responsáveis da nossa realidade, e por isso sinto uma gratidão imensa para comigo mesma, pelo Universo e pela maravilhosa Louise Hay que despertou em mim a sabedoria interior que todos nós possuímos de forma adormecida. 

 

Texto: Márcia Palma (Facilitadora do Método Louise Hay) 

 

acupuncture-gold-coast-2707127_1280

Como prevenir as infecções urinárias?

 

Tem chegado até mim ultimamente muitos casos de infecções ou problemas urinários. E por ser até uma questão frequente, sobretudo entre mulheres, vou dar-vos algum parecer na área da Medicina Natural e da Medicina Tradicional Chinesa.

A ligação da bexiga com o elemento Água

A Bexiga tem uma forte ligação com o Rim, que por sua vez segundo a teoria dos 5 elementos está representado sob o elemento Água. A Água por sua vez está ligada à estação do Inverno e à cor negra. Na perspectiva da dietética oriental, todos os alimentos de cor preta ou escura vão beneficiar a energia do Rim, que é um orgão frágil e de fácil agressão. O Rim aloja a energia da longevidade, por isso carece de alguma atenção e cuidado se desejarmos envelhecer com qualidade de vida e saúde.

Alguns alimentos que fortalecem o Rim

Podemos fortalecer a energia dos rins com alimentos tais como: sementes de sésamo pretas, feijão preto, miso, sopa de osso, algas kombu ou wakame, gelatina de origem animal, geleia real e evitando o excesso de sal (o sabor salgado tonifica o Rim mas em excesso dispersa e debilita-o). O consumo de água também é um factor a ter em conta pois apesar do enorme bem que nos faz, há que escutar o nosso corpo e cada corpo é um corpo. Nem todos os organismos precisam de ingerir 2 litros de água por dia. Escute o seu, através das necessidades que ele manifesta, pois o excesso de água pode desgastar a energia dos seus rins em vez de os beneficiar, principalmente nesta altura do ano. Porém, se existir uma infecção urinária já instalada, faz sentido ingerir mais água especificamente nesta fase para ajudar o corpo a expelir as bactérias.

O frio agride o Rim

No Japão, é um costume antigo usar uma faixa preta para dar suporte, proteger e aquecer a zona lombar. Esta área do corpo é considerada uma zona sagrada porque alberga a energia dos rins, que como já foi referido, é de extrema importância para uma vida longa e saudável. Os orientais têm esta consciência e cuidado por isso evitam o frio e protegem muito bem esta região sabendo que desta forma evitam dores e lesões lombares, infecções urinárias, debilidade renal e um vasto leque de sintomas associados como a fraqueza dos membros inferiores, debilidade dos joelhos, inflamações do nervo ciático, etc. Devido ao facto de nos encontrarmos na estação mais fria, é natural que surjam mais infecções urinárias pois o frio é muito agressivo para o Rim… aconselho com frequência aos meus pacientes o uso do tradicional saco de água quente para relaxar a musculatura lombar e para fortalecer a energia dos rins e também para evitarem o consumo excessivo ou exagerado de água.

Afinal porque surge a infecção urinária?

Energeticamente falando, a infecção urinária reflete a presença de uma condição que chamamos na Medicina Tradicional Chinesa de Humidade Calor na bexiga. Esta condição surge na sequência da agressão de um factor patogénico(bactérias) que invade o trato urinário e cujo sistema imunitário enfraquecido não consegue combater. Porém se cuidarmos da energia e vitalidade dos rins, o nosso sistema defensivo passa a dar resposta a estes ataques com maior rapidez e eficácia evitando e prevenindo as infecções urinárias. Na Medicina Chinesa chama-se a esta condição Humidade-Calor, e actuamos terapeuticamente de acordo com este princípio, para ajudar o corpo a expelir esta síndrome.

Numa outra perspectiva, tal como nos explica a ginecologista americana Christiane Nortruph no seu livro “Corpo de mulher, sabedoria de mulher”, quando uma mulher está com uma infecção urinária há que questionar também como se encontra a relação dessa mulher com o seu corpo e com o seu parceiro sexual. A infecção pode denunciar alguma raiva contida contra si própria ou contra o seu companheiro.

Soluções Naturais para complementar o combate e prevenir a infecção urinária

Aumente a ingestão de sumo de arando vermelho. Este fruto pertence à família dos mirtilos e está comprovado que actua eficazmente no tratamento e prevenção das infecções sobretudo porque impede a aderência das bactérias às paredes da bexiga. Se tiver dificuldade em adquirir as bagas, saiba que facilmente encontra na maioria das farmácias e ervanárias disponível em cápsulas.

Plantas que pode beber em infusão/decocção e que limpam a bexiga: uva ursina, barbas de milho, cavalinha, pés de cereja

Aumente a ingestão de probióticos, sobretudo se tiver recorrido aos antibióticos pois vai ajudar o corpo a repor o sistema natural de bactérias do organismo e por consequência vai potenciar as suas defesas. Pode adquirir também em cápsulas ou ingerir kefir (brevemente disponibilizarei um artigo a explicar exactamente o que é, e como cultivá-lo em sua casa). Pode fazer lavagens vaginais com o iogurte kefir ou mesmo com iogurte natural biológico sem açúcar.

Compressas de argila no baixo ventre ajudam a limpar o calor desta zona, refrescando e aliviando os sintomas.

Acima de tudo, o importante é actuar na prevenção com estes conselhos e indicações. Após os primeiros sintomas, deve procurar orientação médica/terapêutica pois existe o risco agravado de as bactérias ascenderem aos rins trazendo complicações mais sérias. Se tem tendência para infecções urinárias recorrentes, vale a pena fazer uma consulta de Medicina Tradicional Chinesa que funciona como uma excelente terapia de prevenção e tratamento.

Evitar: açúcar, tabaco, contenção prolongada da urina, exposição ao frio

Tratamentos que auxiliam: acupuntura, reiki, fitoterapia, reflexologia

Para marcar uma consulta de Medicina Chinesa ou obter aconselhamento mais personalizado entre já em contacto connosco!

 

Texto: Márcia Palma (Terapeuta Especialista em Medicina Tradicional Chinesa)

Revisão: Andreia Dias (Mestre em Ciências Farmacêuticas)

a sua mente

Como educar a sua mente

A filosofia budista ensina-nos que a raiz do sofrimento encontra-se na mente humana e na Índia diz-se que “a mente humana funciona como um macaco bêbado picado por uma abelha!”. Então se nos sentimos infelizes, perdidos, doentes ou insatisfeitos com a vida sem entender o porquê, comecemos por trabalhar com esta maravilhosa ferramenta que o Universo colocou ao nosso dispôr: o cérebro! Utilize o cérebro treinando a sua mente, utilize a mente treinando os pensamentos e torne-se no Mestre da sua vida!

Os primeiros passos para educar a mente:

Primeiro Passo: agradeça aos pensamentos (até mesmo os negativos) por terem surgido, aceite-os sem oferecer resistência, sem culpa e sem críticas. Permita que fluam sem tentar reprimi-los caso contrário estará na realidade a dar-lhes ainda mais força e poder sobre si. Um exemplo comum: “Detesto o meu trabalho; este vizinho é insuportável; hoje sinto-me horrível” responda ao pensamento da seguinte forma: “Obrigado pelo teu contributo pensamento”

Segundo Passo: abençoe-os com Amor e diga ao seu pensamento “abençou-te com Amor”.

 

Terceiro Passo: liberte-os em paz e diga ao seu pensamento “liberto-te em paz”.

Esta é uma forma simples e rápida de se libertar dos pensamentos negativos e de impedir que predominem na sua mente. Mais uma vez requer alguma prática mas é possível e produz ótimos efeitos a longo prazo! Tal como quando você vai ao ginásio e faz levantamento de pesos, você sabe que a repetição daquele movimento produzirá um aumento da massa muscular a longo prazo,ainda que não veja o resultado pretendido imediatamente. Neste caso, aqui, você sabe que esta ginástica mental requer apenas atenção plena, (costumo dizer que actuamos como um cão de guarda da nossa mente!) e a longo prazo, ao vigiarmos a nossa mente podemos escolher identificarmos-nos com os pensamentos que nos enaltecem e nos expandem de forma positiva em vez de nos deixarmos arrastar pelo “lixo” que a nossa mente vai produzindo e acumulando.

pensamento positivo

Liberte-se do pensamento negativo!

Já alguma vez parou para observar e escutar a sua mente?

Em algum momento analisou os seus próprios pensamentos?

Se nunca o fez e se se colocar na posição de observador dessa voz que ressoa a todo o instante dentro das nossas cabeças desgovernadamente, provavelmente vai ficar surpreendido consigo pela qualidade dos seus pensamentos…ou com a falta de qualidade dos mesmos! Por isso talvez seja uma boa oportunidade para o fazer agora e descobrir o que circula aí dentro, tomando consciência desta poderosa ferramenta que é a nossa mente.

Pensamentos são energia e os nossos pensamentos encadeados uns aos outros vão formar dentro de nós um padrão energético que por sua vez vão determinar o nosso estado vibracional, que por sua vez vão actuar como um íman que atraí para a nossa realidade as “impressões” desse estado vibracional.

Como nos diz o filme “What the bleep do we know?” (O que raio sabemos nós?), as nossas células neuronais têm uma enorme influência sobre o nosso corpo. Se na nossa mente predominam pensamentos maioritariamente negativos, essa negatividade espalha-se por todo o corpo afectando todas as outras células do nosso organismo, tecidos, orgãos, etc… Se por outro lado predominam pensamentos cheios de energia positiva e Amor, essa mesma energia positiva e Amor vão irradiar sobre todo o corpo influenciando de forma positiva todo o sistema corpóreo. Posto isto, como avalia que podem estar as células do seu corpo? Felizes ou deprimidas?

1º exercício:

Sente-se confortavelmente por alguns minutos e observe os seus pensamentos a um certo distanciamento, por exemplo como se estivesse sentado(a) a assistir a um filme numa tela de cinema. Simplesmente observe tudo o que vem à sua mente…

2º exercício:

Escolha um dia em particular para estar atento(a) ao que pensa, sem exercer qualquer pressão sobre si mesmo! Durante o dia, ao longo das suas tarefas, preste atenção aos pensamentos involuntários que vão cruzando a sua mente.

3º exercício:

Este exercício vem complementar os anteriores. Ao estarmos atentos, ganhamos consciência da verdadeira natureza dos pensamentos e deixamos de ser reféns dos mesmos. Podemos então começar a filtrá-los e analisá-los como: estimulantes, pacíficos, benévolos, positivos, construtivos, amorosos ou negativos, destrutivos, deprimentes, críticos, exigentes, inúteis? O objectivo deste exercício não é catalogar os pensamentos mas sim, criar uma ligeira separação deles para que possamos por instantes deixarmos-nos de identificar totalmente com eles. Ao sentir esta separação dos pensamentos, criamos em nós um hiato de paz interior em que podemos encontrar a verdadeira natureza do momento Presente! Como é natural, requer algum treino por isso sugiro que ao longo de uma semana vá praticando o exercício numero 1 e 2.

A nossa mente humana, tem uma tendência natural para “fugir” na direcção do pessimismo. Mas é possível mudar esta tendência e ensinar a nossa “cabeça” a tomar a melhor direcção para nós. Ora repare: um pensamento positivo tem uma vibração mais elevada e um pensamento negativo tem uma vibração mais densa e pesada…seguindo as próprias teorias da ciência Física (como por exemplo a lei do efeito da gravidade)  é natural que haja essa tendência para decair num estado negativo ou depressivo, ainda mais se juntarmos as “condições adversas” do dia a dia e o nosso total desconhecimento da natureza da mente humana.