MISSÃO E VALORES

A minha primeira criação foi a casa Lírio de Água que se fundou em 2014. A casa nasceu, cresceu, desenvolveu-se e fechou o seu ciclo em 2017 cumprindo o seu propósito de levar à pacata região da Póvoa de Santa Iria os meus serviços na área da saúde e bem estar bem como de outros maravilhosos colegas que também deram o seu precioso contributo. Renasce agora este novo projecto, a “Clínica Márcia Palma” para dar continuidade ao caminho já traçado pela casa Lírio de Água, mas numa escala mais alargada e profunda. A missão da clínica é proporcionar num espaço acolhedor e recatado a experiência de uma sensação de paz, de auto-cura e auto conhecimento mas com o cuidado e rigor profissional que qualquer terapia pressupõe e onde através da simplicidade todos têm o seu lugar e espaço para crescer em liberdade e Amor através dos cursos, dos workshops e das consultas que são praticadas. Os terapeutas que fazem parte desta clínica estão alinhados com o propósito do Universo: a evolução pessoal e global!

Profissionalismo

Competência

Respeito

Amor

Auto valorização

Integridade

Dedicação

Rigor

A simbologia do nosso logótipo “A flor de lótus”

“A flor de Lótus representa a evolução do ser humano. A superação dos obstáculos em busca da consciência plena, alcançando a iluminação, o desabrochar do espírito. Isto, porque ela nasce no lodo, na lama, na densa escuridão. Depois o seu caule precisa ultrapassar toda a camada de água para chegar a superfície e receber a luz e a energia do sol, para assim desabrocharem as pétalas, transformando a pequena semente em uma linda e perfeita flor. Por conta disto a flor de Lótus representa o arquétipo do desenvolvimento do ser humano, de todo o seu potencial em vencer os obstáculos da vida para florescer e abrir sua consciência em mil pétalas, manifestando toda sua essência na maravilhosa simplicidade de apenas SER.

O significado original deste simbolismo pode ser visto pela semelhança seguinte: tal como a flor de Lótus cresce da escuridão do lodo para a superfície da água, abrindo suas flores somente após ter-se erguido na superfície, deixando imaculada de ambos terra e água, que a nutriram. Do mesmo modo a mente, nascida no corpo humano, expande suas verdadeiras qualidades (pétalas) após ter-se erguido dos fluidos turvos da ilusão e da ignorância, e transforma o poder tenebroso da profundidade no puro néctar radiante da consciência iluminada, a incomparável joia na flor de Lótus. Apesar das suas raízes estarem na profundidade sombria deste mundo, a sua cabeça está erguida na totalidade da luz. A flor de Lótus é a síntese viva do mais profundo e do mais elevado, da escuridão e da luz, do material e do imaterial, das limitações da individualidade e da universalidade ilimitada” *

*fonte: http://crisweck.blogspot.com

Loading...